Justiça Federal concede habeas corpus e libera Milton Ribeiro da prisão

O desembargador do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), Ney Bello, concedeu nesta quinta-feira (23) uma liminar que colocou em liberdade o ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e os pastores evangélicos presos pela Operação Acesso Pago. Eles são acusados de beneficiar prefeituras aliadas na concessão de verbas do FNDE. A decisão cassou a prisão preventiva do ex-titular, assim como de Gilmar Santos, Arilton Moura, Helder Diego da Silva Bartolomeu e Luciano de Freitas Musse. A concessão da liberdade aos réus aconteceu antes da realização da audiência de custódia. O magistrado atendeu a um habeas corpus impetrado pela defesa de Milton Ribeiro. Uma decisão anterior, do desembargador plantonista Morais da Rocha, havia rejeitado a mesma solicitação. Ele alegou que os advogados não apresentaram documentos que evidenciassem um constrangimento ilegal na prisão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.