Com nova onda de Covid-19, ACM Neto descarta aulas presenciais e não prevê retorno

Com o aumento de casos da Covid-19 em Salvador, não é possível pensar em retomada das aulas presenciais, afirmou o prefeito ACM Neto (DEM) na manhã desta sexta-feira (11). Na prática, isso indica algo que parece óbvio, mas ainda que não foi admitido diretamente pelo gestor: a impossibilidade de volta da educação neste ano. Na avaliação dele, não se pode esperar a vacinação de toda a população contra a doença para se discutir o regresso às aulas. Entretanto, é preciso conter a segunda onda da pandemia na cidade para planejar a retomada das atividades presenciais na educação. “Vai ter que esperar a vacina ser dada em todo mundo só para depois pensar na retomada? Acho que não. Não dá para pensar em retomada das aulas tendo uma curva de crescimento da Covid-19. Estamos vivendo o início de uma segunda onda, que pode ser ainda mais grave. Quando for possível promover uma contenção dessa onda de crescimento, quando não houver qualquer hipótese de colapso no sistema de saúde, será possível apresentar um calendário de retomada das aulas”, afirmou, durante inauguração da Escola Municipal Nova Sussuarana. Neto ainda salientou que o calendário de retomada será discutido entre prefeitura, por meio da gestão de Bruno Reis (DEM) em 2021, e o governo estadual. “Faremos o desenho de um calendário de volta e de uma estratégia para recuperar o tempo perdido. 2021 vai ter que, na prática, 2 anos em 1. Nossa ideia é que a prefeitura e o governo possam realizar esse desenho conjuntamente, seja do calendário de retomada das aulas, seja da estratégia. Estratégia que, aliás, deveria ser nacional, coordenada pelo governo federal.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *