Após nove dias de apagão no Amapá, TSE adia eleições na capital do estado

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, resolveu atender a um pedido do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) e adiou as eleições municipais na capital do estado. No resto do país, o primeiro turno segue previsto para este domingo (15) e o segundo para o dia 29 de novembro. A decisão do magistrado foi embasada no fato de que, desde o dia 3 de novembro, o Amapá enfrenta uma crise de energia, com falta de luz em quase todo o território. Com isso, o TRE-AP argumentou que o pleito deveria ser adiado “até o restabelecimento regular da energia elétrica” na capital Macapá e Barroso acatou o pedido. Apenas no sábado (7), a energia começou a ser restabelecida em bairros de duas cidades. Segundo informações do G1, na segunda (9), o presidente do TRE local, desembargador Rommel Araújo, havia confirmado que o estado tinha condições de realizar a eleição no próximo domingo (15). Mas a publicação apurou também que o presidente do senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), conversou com o ministro Barroso e disse que a situação na capital seria difícil em decorrência do apagão. Alcolumbre é irmão de um dos candidatos a prefeito da cidade, Josiel Alcolumbre (DEM-AP).

O APAGÃO

A queda de energia aconteceu na noite do dia 3, quando um incêndio atingiu a subestação de energia elétrica, na Zona Norte de Macapá. Como a subestação abastecia quase todo o estado – apenas 13 dos 16 municípios não ficaram sem energia -, o apagão foi praticamente geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *