Serrinha: Igreja tem pedido de voltar a fazer cultos negado por juiz

A Assembleia de Deus, em Serrinha, tenta anular os efeitos de um decreto que veta aglomerações devido ao risco de contágio do novo coronavírus. No entanto, em decisão desta segunda-feira (06), o juiz Gustavo Silva Pequeno negou um recurso pedido pela entidade. Conforme o magistrado, não cabia a análise do recurso em plantão judiciário, como foi tentado pela igreja, por não ter caráter de urgência. O juiz considerou que o pedido deveria ser remetido ao funcionamento normal da Justiça. “NEGO apreciação ao pedido de liminar por não se tratar de situação passível de decisão em regime de plantão e determino a remessa dos autos ao SECOMGE, no primeiro dia útil”, diz trecho da decisão. Em Serrinha, ainda não há caso confirmado da Covid-19. Em boletim divulgado neste domingo (05) pela prefeitura foram notificados 29 registros, sendo que um deles aguarda resultado feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *