Araci registra óbito suspeito de Coronavírus; Secretaria aguarda resultado no Lacen

De acordo com o boletim da Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Araci, emitido na tarde desta segunda-feira (06), existe um óbito notificado como caso suspeito no município, para contaminação do Covid-19. A coleta do material para averiguação e que foi enviado para o Lacen, foi autorizada pela família do falecido.

No município, até esta tarde, foram feitas 9 notificações, sendo que 5 casos já foram descartados. Dos 4 casos que ainda aguardam resposta, 3 são pacientes assintomáticos, que foram orientados a ficar em isolamento residencial e estão sendo monitorados até a liberação dos resultados pelo Lacen. A quarta notificação que aguarda resultados é a desse óbito suspeito.

Na Bahia, registram-se 437 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 6,7% do total de casos notificados. Até o momento, 2.511 casos foram descartados e houve dez óbitos, sendo 08 no município de Salvador (05 idosos do sexo masculino, 01 idosa do sexo feminino, 01 pessoa do sexo masculino de 55 anos e 01 pessoa de 41 anos do sexo feminino), 01 óbito no município de Utinga (sexo masculino, 80 anos) e 01 no município de Itapetinga (sexo feminino, 28 anos). A letalidade foi de 2,28%.

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (6). Ao todo, 83 pessoas estão recuperadas e 46 encontram-se internadas, sendo 26 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

A mediana de idade é 40 anos, variando de 4 dias a 96 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 26,77% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100.000 habitantes foi maior na faixa de 50 a 59 anos (5,92/100.000 hab), indicando o maior risco de adoecer entre essa faixa etária.

Os casos confirmados estão distribuídos em 51 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (59,95%). Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *