Comerciante é flagrado com álcool gel falsificados em Euclides da Cunha

Após diversas denúncias em que apontava um estabelecimento comercial que estaria praticando crime contra a economia popular, policiais civis de Euclides da Cunha se dirigiram até o local, onde constataram a veracidade da informação. Na ocasião, foi encontrado um estoque de álcool em gel 70%, com embalagens contendo 70g do produto, por um custo de R$ 9,00, o que segundo os policiais estava muito acima do preço normal, configurando Crime contra a economia popular. O proprietário do estabelecimento foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil local, juntamente com as 264 embalagens do produto apreendido. Na Delegacia, os policiais desconfiaram da autenticidade do produto apreendido, tendo em vista que o mesmo apresentava consistência e odor diferente do álcool em gel comum; o rótulo estampado apresentava sinais de falsificação, inclusive com erros ortográficos; CNPJ descrito inexistente; bem como suspeita de falsificação de nota fiscal. Diante das suspeitas, os produtos foram submetidos à perícia, e após realização de testes, foi constatado que os mesmos tinham propriedades e reações diferentes do álcool em gel 70%, quando expostos ao fogo. Desta forma, o empresário foi preso em flagrante pelas práticas de: crime contra a economia popular, crime contra a ordem tributária, falsificação de produto destinado para fins terapêuticos ou medicinais, e uso de documentos falsos. Ainda de acordo com policiais civis, “em época de pandemia do Coronavirus (Covid-19), ante a grande procura por álcool em gel 70% no comércio, muitas pessoas se aproveitam para falsificar a produção e embalagem do mesmo, este utilizado na prevenção do vírus, sendo cada denúncia fundamental para o combate dos referidos crimes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *