Professores e servidores da rede municipal encerram greve em Serrinha após 25 dias

Depois de 25 dias em greve, os professores e servidores da rede municipal de Serrinha, na região sisaleira da Bahia, decidiram voltar a trabalhar na tarde da última sexta-feira (29), após uma assembleia. Segundo o sindicato dos servidores de Serrinha, a prefeitura da cidade encaminhou uma proposta com a promessa de pagar os quatro meses retroativos de janeiro a abril, até o dia 31 de dezembro, e cortar os 13 dias não trabalhados, o que não agradou a categoria. De acordo com a categoria, a greve foi encerrada e o grupo agora passou para estado de greve, ou seja, um aviso para uma possível paralisação. A informação do sindicato é que todas as escolas retomaram as atividades, mas algumas liberaram os alunos mais cedo nesta segunda-feira (1°) porque estavam sem merenda. A reportagem da TV Subaé, afiliada da TV Bahia, procurou a prefeitura, que preferiu não se posicionar sobre o assunto. Informou apenas que o acordo anterior não tinha validade. A categoria cobrava um aumento salarial. Conforme o sindicato, cerca de 1.300 servidores da educação municipal estavam com as atividades paralisadas. Ao todo, 90 escolas ficaram fechadas e 14 mil alunos ficaram sem aula em Serrinha. As aulas foram suspensas ainda no recesso de São João e deveriam ter retornado no dia 4 de julho, quando teve início a paralisação. (G1).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.