Aos 77 anos, aposentado passa no exame da OAB e celebra: ‘Nunca é tarde’

Aos 77 anos de idade, o aposentado José Benedito Alves Ferreira obteve sua mais recente conquista: ser aprovado no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).Depois de anos trabalhando no varejo, Ferreira se aposentou e o tempo livre o motivou a correr atrás do sonho antigo. Ele conta que quando via os advogados da empresa em que atuava pensava: “Podia ser eu”.“Nunca é tarde. A pessoa tem que começar, ser perseverante. Foram cinco anos e meio de estudo, e eu só faltei dois dias por causa do estado de saúde minha esposa. Se não eu não teria faltado nenhum dia”.Morador de Ponta Grossa, nos Campos Gerais, ele passou no exame neste ano. No final de junho, prestou compromisso junto à Ordem em evento na sede da OAB do município.“Esse sonho remonta a velhos tempos… Meu pai faleceu eu tinha seis meses. Minha mãe com seis filhos, sem condições… Nós passamos por muita dificuldade. Precisei trabalhar cedo, desde os 9 anos eu trabalhava”.Ferreira começou a estudar Direito em 2016, e se formou no final de 2020. Na primeira vez que fez a prova da OAB, não atingiu a pontuação necessária para passar para a segunda fase. Continuou estudando e, em abril de 2022, concluiu o ciclo das provas da Ordem.“Eu me dediquei, assisti às aulas, evitava faltar, fazia revisão. Então como ocorreu comigo, é ter foco e determinação, e não achar motivos para não estudar. Porque a gente acha. ‘Não tenho tempo’, ‘Tem muita coisa pra fazer’…”.Agora advogado, ele disse que tem vontade de atuar nas áreas de direito civil e direito trabalhista. E os planos de estudar não pararam na graduação: agora, ele que fazer especialização.“Eu vou me inscrever para fazer pós-graduação, e depois encarar a profissão […] E que fique o exemplo, a idade não é obstáculo. Depende da vontade de cada um”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.