Ciro apoia ACM Neto na Bahia e diz: ‘É unilateral, palanque é coisa do século XIX’

De passagem em Salvador para a realização do 2 de Julho – data que marca a Independência da Bahia -, o pré-candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) apontou que o melhor nome para governar a Bahia a partir de janeiro de 2023 é ACM Neto (União Brasil). Em sua avaliação, o ex-governador do Ceará disse que fica “absolutamente feliz” com a iniciativa de seu partido em apoiar o ex-prefeito da capital baiana. Em entrevista coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (1º), Ciro também disse aos jornalistas que apesar de apoiar o que “acha melhor para a Bahia”, essa sinalização é unilateral. “Como aqui claramente, aqui o PT com candidato a governador com apoio do Lula e acertado com Geddel, e o Geddel é que devia explicar porque o partido dele indicando uma candidata [Tebet] e ele está aqui com candidato do PT, eu não tenho nada a ver com isso. […] O outro lado é o União Brasil. Como é que o ACM Neto pode deixar de respeitar o candidato do partido dele que é o Bivar. E eu faço o que? Fico fora da Bahia? Não, vou apoiar aquele que eu acho melhor para a Bahia e é unilateral. Palanque é coisa do século XIX, XX”, disse o pré-candidato. A coletiva de imprensa também contou com a participação do deputado federal e presidente do PDT na Bahia, Félix Mendonça Júnior, da vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos e do deputado estadual Leo Prates. Ciro Gomes cumpre agenda pelo interior baiano na tarde desta sexta-feira. No sábado, o presidenciável participa do tradicional cortejo cívico em comemoração ao 2 de Julho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.