Junto há mais de 50 anos, casal Antonio e Antonia nasceu, noivou e se casou no Dia de Santo Antônio: ‘Amor não envelhece’

Para muitos, 13 de junho é apenas a data do santo casamenteiro Antônio, mas, para o casal Antonio e Antonia, moradores de Jundiaí (SP), o dia é repleto de significados. Antonia Maria de Souza nasceu em 13 de junho de 1948. Antonio Martins dos Santos nasceu exatamente um ano depois, no dia 13 de junho de 1949. O casal se conheceu em 1968, quando ela tinha 19 anos e ele 18. Antonia conta que estava olhando a rua pela janela quando viu um rapaz diferente que chamou sua atenção.

“Eu tinha um colega que morava perto da minha casa e ele [Antonio] foi na casa desse colega. Eu sempre ficava na janela da minha casa. Ele passou, eu olhei e falei ‘nossa, que moço bonito, não é aqui da minha vila, não’. No primeiro olhar, eu já fiquei pensando nele”, lembra Antonia. No começo do namoro, ela conta que algumas pessoas ficavam confusas quando perguntavam os nomes dos dois. “A gente saía e ele falava ‘meu nome é Antonio, e a senhora? é Antonia’, e aí já viu, começavam a perguntar”. Foram três anos de namoro até o grande dia, passando pelo noivado, também no dia 13 de junho de 1969, e o casamento (adivinha quando?) marcado para o dia 13 de junho de 1970, em sábado de Copa do Mundo, como lembra o casal. Antonia sempre foi devota de Santo Antônio e acredita que ele pode tê-la ajudado a encontrar o amor. “Eu acho que só de eu ser devota ele já me arrumou um casamento legal.” “Eu gostava muito de moço alto. Sou baixinha e ele é alto, muito bonito. A paixão dura até hoje, porque a gente envelheceu, mas a paixão e o amor não envelhecem nunca”, afirma. Para Antonio, os mais de 50 anos juntos significam uma satisfação pessoal. “Quando decidimos se casar, sempre falei ‘nós vamos casar, mas eu não quero separar nunca’, e estamos juntos até hoje.” O casal tem quatro filhos, sendo um com o nome de Antonio José (claro) e também um neto chamado Antonio Carlos para seguir a tradição. Falando em manter os costumes, até hoje, sempre na manhã do dia 13 de junho, o casal assiste à missa na Igreja de Santo Antônio. “Se o visse novamente pela primeira vez, eu casaria de novo”, brinca Antonia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.