Tragédia na Grande Recife: 44 pessoas morreram e outras 56 estão desaparecidas

O ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, afirmou, em coletiva de imprensa na manhã deste domingo (29), que o número de mortos em decorrência das fortes chuvas na região metropolitana de Recife já chega a 44 pessoas. De acordo com o titular da pasta federal, outras 56 estão desaparecidas. “Lamentamos a situação que está acontecendo aqui. No ano passado, o Brasil passou pela maior seca, e agora a gente vê toda essa água caindo no Brasil”, afirmou. O ministério contabiliza 25 feridos, 3,957 desabrigados e 533 desalojados em Pernambuco. Ferreira assinalou que a ida dele e de outros três ministros de Estado foi um pedido do próprio presidente Jair Bolsonaro (PL). “A presença de quatro ministros aqui demonstra o empenho do governo em mitigar o sofrimento das famílias que estão aqui passando por essa situação”, assinalou. Além do mandatário do Desenvolvimento Regional, foram até a capital pernambucana Marcelo Queiroga (Saúde), Carlos Brito (Turismo) e Ronaldo Bento (Cidadania). Conforme publicou o portal Metrópoles, parceiro do BN, Daniel Ferreira informou que a previsão indica que choverá ainda mais na Grande Recife. Para tanto, serão mantidas as medidas de autoproteção e o respeito aos alertas da Defesa Civil, bem como a divulgação de atualizações regionalizadas. Pelo menos 30 pessoas morreram em decorrência de acidentes causados pelas fortes chuvas neste sábado (28). As precipitações acontecem desde o início da semana, atingindo também outras regiões de estados nordestinos, como Alagoas, Paraíba, Sergipe e Rio Grande do Norte. No território alagoano, mais de 6 mil pessoas estão desabrigadas e desalojadas após o temporal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.