Crise no transporte: Bruno cobra do Governo da Bahia desconto de ICMS do óleo diesel

Devido aos constantes aumentos do óleo diesel e ameaça de greve dos rodoviários metropolitanos, o prefeito de Salvador, Bruno Reis (União Brasil), se manifestou a respeito. Para o gestor, o preço do combustível é a situação mais grave que está colocada para os prefeitos das médias e grandes cidades. “Acho que essa questão do sistema metropolitano precisa ser dita a verdade. O problema não são os rodoviários somente, é que as empresas não têm mais condições de tirar os veículos da garagem, não estão conseguindo comprar o combustível. Óleo diesel hoje teve um outro aumento. Essa é a situação mais grave que estão colocada para os prefeitos das médias e grandes cidades”, afirma. Segundo o gestor municipal, já são dois anos em que a cidade está na espera do subsídio do governo federal – medida para conter a alta dos combustíveis -, além da também espera pelo governo estadual pela decisão de dar isenção e desconto do ICMS do óleo diesel no transporte público. “Eu venho chamando atenção disso desde a campanha de 2020. Já são dois anos na espera do subsídio, que é o que o governo federal pode fazer, como ocorre em todos os países, como também ao governo de estado de resolver o problema dando isenção e desconto do ICMS do óleo diesel no transporte público. Se não ocorrer isso vai quebrar”, pontua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.