Em desfile de carnaval, “Bolsonaro” toma vacina e vira jacaré

O desfile das escolas de samba da madrugada deste domingo (24) deu o que falar. A Escola Rosa de Ouro, fez uma menção a fala do presidente Jair Bolsonaro em dezembro de 2020, quando ele afirmou que não se vacinaria por não confiar e que poderia ter algum efeito colateral, podendo até virar jacaré. Na alegoria, a escola vacinou o presidente e ainda o transformou em jacaré. “E no contrato da Pfizer tem lá: ‘nós não nos responsabilizados’, se eu virar um chi, se eu virar um jacaré, se você virar super homem, se nascer barba em alguma mulher, ou algum homem começar a falar fino… e o que é pior: mexer no sistema imunológico das pessoas”, falou Bolsonaro, na época. No carro, uma enfermeira aparece com uma injeção gigante, ao lado de um homem que representa o presidente. Após a aplicação, o homem se transforma num jacaré.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.