Apenas um estado adotará ensino híbrido no retorno às aulas em 2022, aponta site

Segundo levantamento feito pelo portal Uol, a Paraíba é o único estado brasileiro que até o momento vai adotar o ensino híbrido – com aulas remotas e presenciais no retorno às atividades escolares na rede estadual em 2022. De acordo com a pesquisa, no Acre, o retorno presencial dependerá de autorização da autoridade sanitária. O levantamento aponta que, ao menos 18 estados brasileiros e o Distrito Federal vão começar o ano letivo de 2022 com aulas presenciais obrigatórias. Apesar da alta contaminação causada pela variante Ômicron, o avanço da vacina contra a Covid-19 entre os adultos e o início da vacinação nas crianças colaboraram para que mais governos liberassem a abertura das escolas. Ainda não há definição sobre o modelo de aula (presencial, híbrido ou remoto) no Amapá, que retoma os trabalhos em 7 de março, e no Ceará, com volta prevista para 31 de janeiro. Na Bahia, o retorno das aulas está prevista para o dia 7 de fevereiro. À reportagem, quatro estados informaram que a decisão de aula presencial pode mudar em caso de agravamento da pandemia: Bahia, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. “Para manutenção do ensino 100% presencial, é necessário que a taxa de contaminação pela covid permaneça baixa. Caso haja aumento na ocupação dos leitos de covid-19, retomaremos o ensino híbrido”, disse o governo baiano. Em São Paulo, as escolas reabrem no dia 2 de fevereiro com presença obrigatória. Pernambuco autorizou as aulas presenciais, mas os alunos não são obrigados a comparecer. Pará, Tocantins e Rondônia não responderam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.