É “perigoso” achar que pandemia está perto do fim, diz OMS

O diretor-geral, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou nesta segunda-feira (24) que é “perigoso” dizer que a pandemia acabará em 2022 e que a Ômicron será a última variante. Falando na abertura da reunião do Conselho Executivo da entidade, Tedros disse que desde que a Ômicron foi identificada pela primeira vez, há pouco mais de nove semanas, mais de 80 milhões de casos foram relatados à agência das Nações Unidas, mais do que em todo o ano de 2020. “As condições são ideais para que surjam mais variantes”, acrescentou ele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.