Pai chega de ambulância à formatura da filha: ‘Fui agraciado’

Hospitalizado em Blumenau, Ricardo Córdova Diniz, 58 anos, foi autorizado pela equipe médica a deixar por algumas horas o Hospital Santa Isabel para acompanhar a formatura da filha, Maria Angélica Diniz, 18, em Itajaí, Santa Catarina, na noite de sábado (18). A participação dele na cerimônia foi surpresa para a filha. Maria Angélica se formou no Ensino Médio do Colégio de Aplicação da Univali e, segundo a instituição, também garantiu vaga na Brown University, nos Estados Unidos, onde concorreu a uma vaga com outros seis mil candidatos. “Eu só tinha dito para a minha filha que estaria presente de espírito. Ela não esperava. Assisti a formatura e fui agraciado que ela ganhou mérito escolar de melhor aluna. Sempre deixei bem claro que a principal herança minha seria a educação para ela. Então, minha presença também era para ratificar a promessa de valorizar a educação dela”, disse Ricardo, comovido.

Ele chegou de ambulância ao evento, que ocorreu cerca de 60 quilômetros distante de onde está internado. A filha o recepcionou, emocionada. No vídeo que flagrou o momento é possível ouvir ela agradecer ao pai por ir à celebração. “Eu e minha esposa havíamos programado tudo para a formatura, participamos de todos os detalhes e, de repente, veio essa doença. E eu me vi numa hora pra outra na possibilidade de não ver minha filha se formar. Eu não podia deixar este momento passar. Estava muito triste”, contou Ricardo.

O hospital, através do projeto “O que importa para você”, que atende todos os pacientes internados e proporciona uma experiência desejada como parte do tratamento, movimentou-se para auxiliar Ricardo a presenciar a formatura. “Queremos salientar a gratidão ao projeto do hospital. Sem esses anjos nada seria possível. Esses momentos são marcantes na vida de um paciente. Uma sensação e certeza de sucesso até na recuperação”, disse a esposa de Ricardo, Christiane Mesadri Diniz. Uma equipe multiprofissional, com enfermeiros e médicos, o acompanhou durante o trajeto e a cerimônia. Segundo a assessoria da unidade hospitalar, o quadro de saúde foi observado durante toda a semana para definir se ele poderia ir ao evento. Após a formatura, Ricardo retornou ao hospital para dar continuidade ao tratamento médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.