AES Brasil leva projeto de leitura para escolas municipais de Tucano, Araci e Biritinga

As cidades de Tucano, Araci e Biritinga, receberão um novo projeto de leitura para escolas municipais através da AES Brasil.

Tucano

Nesta segunda-feira (22), a escola EM Maria Aydil Borges Martins Prado recebe o projeto Biblioteca Futuro, que tem como objetivo convidar os 470 alunos e educadores do ensino infantil e fundamental I e II da instituição a entrarem em contato com o universo da sustentabilidade por meio de um acervo de 850 novos livros. O acervo e revitalização do espaço é uma das ações do projeto que tem realização da Rede Educare e patrocínio da empresa AES Brasil, via Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial de Cultura e parceria da Secretaria de Educação do município de Tucano. Por meio da estrutura e títulos oferecidos no novo espaço, além de livros atuais eles terão também contato com temas importantes para a atualidade e o futuro do planeta, como: Reciclagem e os 5 Rs da Sustentabilidade; Energias Renováveis; O Ciclo da Água; e Sistema Solar. “O projeto reforça o nosso compromisso em promover o desenvolvimento das comunidades. Além disso, acreditamos que o investimento em educação é um dos principais vetores para gerar impacto e transformação”, afirma Andrea Santoro, coordenadora de Sustentabilidade e Responsabilidade Social da AES Brasil. A ambientação do projeto dialoga com os temas trazidos pelos livros e pelas reflexões permitidas a partir do aprendizado. Na parede azul, temas voltados a reciclagem e coleta seletiva, em conjunto com livros com conteúdo de sustentabilidade.

Foto: Divulgação

Na parede verde, informações sobre energias renováveis e ciclo da água, espaço de descoberta através dos brinquedos e elementos da Ludoteca, além da construção da relação de altura e formas geométricas. Por fim, na parede branca, um espaço para desenvolvimento da criatividade infantil, trazendo questões de letramento, alfabetização e atividade psicomotora, associados a informações sobre sistema solar. “A biblioteca será um importante instrumento de apoio didático-pedagógico para consolidar a prática de ensino-aprendizagem, vai ser um espaço para desenvolver competências, para estimular a imaginação, incentivar o hábito do leitor, fortalecendo assim, os processos de leitura e escrita dos nossos alunos.”, acredita Maria Jucicleide Santana Araújo, gestora da EM Maria Aydil Borges Martins Prado. A missão do Biblioteca Futuro é construir um espaço que auxilie no desenvolvimento cognitivo físico e afetivo proporcionando para crianças e jovens o contato com livros e literatura e a temas tão importantes para o nosso futuro. “Buscamos com esse projeto sensibilizar as comunidades para debates acerca de temas tão importantes como consumo e produção sustentáveis, saúde, bem-estar, vidas marinhas e terrestres, energias renováveis e reciclagem. Queremos estimular a programação de atividades lúdicas, envolvendo a educação ambiental e científica, tendo o livro como ponto de referência para reflexões”, afirma a diretora da Rede Educare, Kátia Rocha. Além da doação de livros e ambientação do espaço, o Biblioteca Futuro conta com capacitações certificadas em formato online para os educadores sobre a mediação de leitura, utilização do espaço e conceitos do projeto, contação de histórias e alfabetização.

Araci

Na próxima terça-feira (23), a Escola Faustina Lisboa Pinheiro do município de Araci, recebe o projeto Biblioteca Futuro, que visa convidar os 230 alunos e educadores do ensino infantil I e II e fundamental I da instituição a entrarem em contato com o universo da sustentabilidade por meio de um acervo de 850 novos livros. O acervo e revitalização do espaço é uma das ações do projeto que tem realização da Rede Educare e patrocínio da empresa AES Brasil, via Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial de Cultura, e parceria da Secretaria de Educação do município de Araci. Por meio da estrutura e títulos oferecidos no novo espaço, os alunos terão contato com livros atuais e também temas importantes para a atualidade e o futuro do planeta, como: Reciclagem e os 5 Rs da Sustentabilidade; Energias Renováveis; O Ciclo da Água; e Sistema Solar. “O projeto reforça o nosso compromisso em promover o desenvolvimento da educação nas comunidades. Acreditamos que esse investimento é um dos principais vetores para gerar impacto e transformação”, afirma Andrea Santoro, coordenadora de Sustentabilidade e Responsabilidade Social da AES Brasil. A ambientação do projeto dialoga com os temas trazidos pelos livros e pelas reflexões permitidas a partir do aprendizado.

Foto: Divulgação

Na parede azul, temas voltados a reciclagem e coleta seletiva, em conjunto com livros com conteúdo de sustentabilidade. Na parede verde, informações sobre energias renováveis e ciclo da água, espaço de descoberta através dos brinquedos e elementos da Ludoteca, além da construção da relação de altura e formas geométricas. Por fim, na parede branca, um espaço para desenvolvimento da criatividade infantil, trazendo questões de letramento, alfabetização e atividade psicomotora, associados a informações sobre sistema solar. “Estou encantada com a estrutura da nossa biblioteca, que é de suma importância em todos os ciclos, principalmente para a alfabetização dos alunos. Nesse ambiente serão desenvolvidas ações de leitura ao projeto inserido no currículo escolar, o que irá trazer grande impacto positivo na aprendizagem dos nossos alunos e benefícios para a nossa cidade e a comunidade da Bombinha”, afirma Nelci Santos, gestora da escola. Além da doação de livros e ambientação do espaço, o Biblioteca Futuro conta com capacitações certificadas em formato online para os educadores sobre a mediação de leitura, utilização do espaço e conceitos do projeto, contação de histórias e alfabetização. “Com esse projeto buscamos sensibilizar as comunidades para debates acerca de temas tão importantes como consumo e produção sustentáveis, saúde, bem-estar, vidas marinhas e terrestres, energias renováveis e reciclagem. Queremos estimular a programação de atividades lúdicas, envolvendo a educação ambiental e científica, tendo o livro como ponto de referência para reflexões”, afirma a diretora da Rede Educare, Kátia Rocha.

Biritinga

Nesta quarta-feira (24), 1200 novos livros, entre contos, quadrinhos e títulos infanto-juvenis, chegam à Creche Escola Augusta Pedreira, situada no município de Biritinga. O novo acervo é uma das ações do projeto Leitura no Campo, que conta com a realização da Rede Educare e patrocínio da AES Brasil, via Lei de Incentivo à Cultura da Secretaria Especial de Cultura, além da parceria com a Secretaria de Educação do município de Biritinga. Além de títulos de grandes editoras brasileiras, a unidade escolar ganha um espaço acolhedor, com nova pintura, mesas, cadeiras e mobiliário com uma ambientação lúdica para acolhimento de 201 crianças, entre 0 a 6 anos, que frequentam o Ensino Infantil I e II. “A chegada da biblioteca na Creche Augusta Pedreira é um dos pontos fundamentais para o processo de alfabetização. A mudança do ambiente físico irá despertar em nossa comunidade um interesse diferenciado pela cultura letrada, tendo como função essencial desenvolver o gosto e o hábito da leitura”, destaca Ivalcemira do Nascimento Brito, diretora da Creche Augusta Pedreira.

Foto: Divulgação

O projeto Leitura no Campo busca a formação de novos leitores em comunidades com pouco acesso à literatura. Além dos novos livros que abrangem temas atuais, o espaço conta também com livros em braile. “Um grande desafio do nosso projeto é dar acesso ao livro e a leitura em comunidades no interior do Brasil. No entanto, o desafio vai além de ter bibliotecas, precisamos democratizar a leitura e o ato de ler”, explica Kátia Rocha Brasileiro, diretora da Rede Educare. “O projeto reforça o nosso compromisso com a educação. Acreditamos que esse investimento é um dos principais vetores para gerar impacto e transformação principalmente para o desenvolvimento das comunidades”, afirma Andrea Santoro, coordenadora de Sustentabilidade e Responsabilidade Social da AES Brasil. Além da doação de livros e ambientação do espaço, o Leitura no Campo conta com capacitações certificadas em formato online para os educadores sobre mediação de leitura, utilização do espaço, contação de histórias e alfabetização.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *