Servidores estaduais não vacinados por opção terão salários cortados, avisa Rui

Já está decidido pelo governador da Bahia, Rui Costa (PT) que aqueles servidores estaduais, efetivos ou contratados, que optarem por não se vacinarem contra Covid-19 terão ponto cortado e, portanto, ficarão sem salário. De acordo com o gestor, nesta quarta-feira (10), o decreto com a medida será publicado ainda nesta semana. “A Procuradoria vai tratar à luz da legislação o que será feito do servidor, inclusive de suspensão de salário, se ele não tá indo trabalhar, ele não vai receber salário”, disse Rui. No início do mês o governador já havia divulgado que os servidores do estado só poderiam trabalhar caso tenham tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19. Nesta quarta o chefe do Executivo baiano citou exemplos de países em que medidas semelhantes foram adotadas. “100% dos países do mundo estão fazendo, todos, independente do regime de cada país, se é parlamentar, presidencialista, monárquico, todo estão adotando essa medida para tentar se livrar do vírus”, justificou. Segundo o governador, as pessoas precisam entender que o risco que a humanidade está submetida quando optam por não se vacinar. “Viver em sociedade é assim, é exercer seu direito sem prejudicar o do outro”, completou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *