Três caçambas de lixo são retiradas de imóvel em Feira de Santana; ex-moradores sofrem de ‘síndrome do acumulador’

A Secretaria de Serviços Públicos (Sesp) de Feira de Santana recolheu uma grande quantidade de lixo acumulado em um imóvel na cidade. O material ocupou três caçambas. O caso ocorreu na sexta-feira (29), mas foi divulgado pela prefeitura no domingo (31). De acordo com a Sesp, a denúncia foi feita pelo proprietário da casa, situada na rua Juracy Magalhães, bairro Ponto Central. Ele contou que a moradia estava alugada e só notou o problema quando foi desocupada e não informou se sabia que os inquilinos tinham essa prática ao fechar o acordo para locação. Segundo o órgão, por causa do acúmulo, o espaço estava servindo para a proliferação de pragas e insetos, que colocam em risco a saúde da população. Foi necessário contar com o trabalho de quatro agentes para retirar todo o material. Conforme a Sesp, a situação é fruto de um transtorno psicológico conhecido como “síndrome do paciente acumulador” ou “Síndrome de Diógenes”, e resulta no acúmulo de objetos. “Os acumuladores não têm culpa do que fazem, a família precisa estar vigilante e buscar ajuda do poder público. Pode acontecer com qualquer pessoa. Nesse caso específico, foi um inquilino, mas pode ser o dono, o vizinho ou um parente”, pontuou o secretário de Serviços Públicos do município, Eli Ribeiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *