Após 15 anos, caso de raiva em bovino é registrado em Queimadas

Um novo caso de raiva em bovino foi registrado no município de Queimadas, na região sisaleira da Bahia. A cidade não tinha registro da doença em animais há 15 anos. O caso foi confirmado após exames realizados pelo Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Muniz da Bahia (Lacen). Depois disso, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab) iniciou monitoramento na propriedade onde o animal que está doente foi encontrado, bem como outros locais da região. A Adab também notificou o Centro de Controle de Zoonoses do município, para iniciar um trabalho educativo e estimular as notificações e a vacinação, que é obrigatória, em animais de outras propriedades de Queimadas. O ser humano pode contrair a doença em caso de contato com o bovino contaminado. O vírus se hospeda na urina, fezes e sangue dos animais infectados. No ano passado, quatro pessoas morreram de raiva em todo país, de acordo com o Ministério da Saúde. Mesmo com a confirmação do caso da doença, a comercialização de carne segue liberada no município porque a maioria dos produtos tem selo de inspeção, conforme a Adab. No ano de 2020, foram registrados 27 casos da doença na Bahia. Este ano, já são 28. Segundo dados do IBGE, o município de Queimadas possui rebanho de 38.217 bovinos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *