Rui Costa e representantes do agronegócio baiano se reúnem com investidores em Abu Dhabi

Com o objetivo de expandir o agronegócio baiano, o governador Rui Costa (PT) apresentou, nesta quarta-feira (25), possibilidades de negócios ligados ao setor para quatro fundos de investimento de Abu Dhabi, capital do Emirados Árabes, nona cidade visitada pela missão internacional iniciada no dia 18. “Seguimos falando de nosso estado, aqui no exterior, e hoje incorporamos na comitiva os produtores do agronegócio baiano, porque queremos que os fundos dos Emirados possam comprar nossos diversos produtos agropecuários”, afirmou o governador. Produtores de soja, algodão e milho do Oeste baiano participaram da apresentação sobre a capacidade produtiva e a qualidade dos produtos desta região do estado. Para o vice-presidente da Associação de Agricultores Irrigantes da Bahia (AIBA), Moíses Schmidt, o dia de trabalho ao lado do governador foi muito positivo. “Mostramos toda a nossa grandeza, nossa tecnologia na agricultura e voltamos com uma aprendizagem ímpar, com uma parceria ainda maior com os Emirados Árabes e levando até o Brasil o potencial que essa região tem em investimento e consumo de nossos produtos”, comemorou. O presidente da Câmara de Comércio e Indústria de Abu Dhabi, Abdullah Mohamed Al Mazrui, ressaltou a preocupação do país com a segurança alimentar e o interesse em comprar os produtos da agricultura baiana. “A partir deste primeiro encontro, vamos manter contato com os produtores baianos para negociar. Certamente estabeleceremos boas parcerias comerciais”, disse Mazrui. Também integraram a comitiva o presidente da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Luis Carlos Bergamaschi, e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras, David Schmidt. Ainda na cidade, o governador participou de uma reunião com o Fundo Mubadala, que recentemente adquiriu a Refinaria Landulpho Alves, em São Francisco do Conde. Segundo Rui, eles buscam ampliar para outras áreas os investimentos no estado, como a distribuição de gás, energia renovável e serviço de saneamento básico. “Deixamos um portfólio completo da Bahia, com todas as oportunidades na área industrial, de geração de energia e infraestrutura. Esperamos que essa apresentação resulte em novos investimentos, mais geração de empregos, mais renda, maior volume de exportação dos produtos baianos”, falou o governador. Nesta sexta-feira (28), a comitiva baiana retorna a Dubai, onde tem o último dia de encontros desta missão internacional que começou em Berlim, na Alemanha, e já passou pelo Cazaquistão, República Tcheca e está sendo finalizada nos Emirados Árabes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *