Tucano reforça estratégias para diminuição dos índices de analfabetismo do município

Ler e escrever são passos transformadores na vida de qualquer pessoa. Mesmo com dificuldades e mudanças impostas pelo cenário da pandemia, o município de Tucano tem se empenhado em manter o ciclo de alfabetização (que vai do 1º ao 3º ano do ensino fundamental) ativo para que mais crianças e jovens tenham a oportunidade de aprender e se desenvolver. “Alfabetizar significa abrir a mente para infinitas possibilidades. A partir da alfabetização, os estudantes passam a ver o mundo de outra forma e se tornar mais independentes. Isso é fundamental para a evolução social de cada um”, afirma a Secretária Municipal de Educação, Gerusa Araújo. A coordenadora pedagógica do Ciclo de Alfabetização de Tucano, Fabiane Oliveira, acredita que o processo de alfabetizar-se traz inúmeros desafios. “Entender que as letras não são apenas rabiscos, que elas são diferentes dos desenhos e que podem transmitir diversas mensagens é encantador. Descobrir o mundo das palavras, por meio da alfabetização, é poder ampliar a visão que se tem do mundo”, enfatiza. A professora Lucineide Lima atua na Escola Municipal Ney Braga, localizada no Muriti, e conta que precisou se apropriar de diferentes ferramentas digitais para que seus alunos e alunas continuassem aprendendo a ler e escrever. “Muitas famílias não desistiram de incentivar e apoiar os filhos durantes as aulas remotas. Na tentativa de chegar mais perto deles e atingir os objetivos da aprendizagem, fiz uso de videoaulas, mensagens de texto e de voz por aplicativos, bem como jogos virtuais e encontros online. Isso possibilitou que os alunos progredissem em termos de escrita e leitura. Fico feliz por toda a evolução que tiveram, mesmo com os desafios do ensino remoto” diz Lucineide. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2020 Tucano apresentou taxa de 98,2% de jovens entre 6 e 14 anos escolarizados. É importante ressaltar que o ciclo de alfabetização está compreendido nessa faixa etária.

Estatísticas no Brasil

Ainda de acordo com as informações do IBGE, os índices de analfabetismo no país têm diminuído. Em 2016, a taxa era de 7,2% e em 2020 encontrou-se em 6,6%. No entanto, o Brasil ainda apresenta cerca de 11 milhões de pessoas analfabetas. O Dia Mundial da Alfabetização, celebrado em 08 de setembro, é uma forma de evidenciar a necessidade de realizar investimentos constantes na Educação. O prefeito de Tucano, Ricardo Maia Filho, enfatiza que a diminuição desses números é essencial para garantir um futuro melhor à toda a população. “O contexto geral no país é preocupante e, para fazermos a diferença nesse cenário, temos investido bastante na Educação do município. Estamos construindo escolas no padrão do FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) e trabalhando para melhorar, a cada dia, a qualidade do ensino”, salienta o gestor. (Secom-Tucano).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *