Dados da Fiocruz mostram que Brasil já identificou 93 variantes de Covid-19

Pelo menos 93 variantes do coronavírus já foram identificadas no Brasil. Ao observar os estados, São Paulo concentra a maior quantidade já analisada, são 35 variedades diferentes. Já Rondônia, Roraima, Amapá, Piauí, e Tocantins empatam com o menor número, com seis linhagens diferentes identificadas. As linhagens identificadas no Brasil incluem todas as quatro que a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou como preocupantes. Os dados sobre a identificação de variantes são da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e foram analisadas pelo portal Metrópoles. Quanto mais casos um local registra e mais descontrolada está a situação da contaminação, aumentam as chances de surgimento de novas cepas. Isso acontece porque as variantes do coronavírus surgem à medida que o organismo se multiplica, o que acontece quando ele infecta uma pessoa. Nesse processo, mutações aleatórias acontecem no código genético do vírus. É assim que surgem as variantes. Devido à incerteza envolvida no processo, a comunidade científica acompanha o surgimento de variantes e tenta descobrir se elas representam novas ameaças para a humanidade. Hoje, a OMS lista quatro variantes preocupantes, todas já registradas no Brasil, destaca a reportagem do Metrópoles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *