Projeto de Lei Auxílio para ambulantes do São João é alvo de críticas e tem votação adiada

Um projeto de Lei de auxílio emergencial para ambulantes que atuam no São João de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo, deve ser votado na volta do recesso em agosto. A medida, de proposição da prefeitura, iria ser votada na última segunda-feira (27), mas teve o pedido de vista autorizado após intervenção do vereador Luciano Gomes Moura, conhecido como Cuiuba, que questionou o projeto. Conforme o legislador, o auxílio, com dotação orçamentária de R$ 42 mil, prevê pagamento de duas parcelas de R$ 300, sendo R$ 600 para cada barraqueiro. No entanto, segundo o edil, a soma só atenderia 70 ambulantes, sendo que mais de 400 fizeram o cadastro para ter direito ao benefício. “Os 14 vereadores são favoráveis, mas o negócio é a forma”, criticou o vereador durante a última sessão. Desde 2019, os ambulantes de Santo Antônio de Jesus não atuam na principal festa da cidade que teve o segundo ano consecutivo suspenso devido à pandemia do novo coronavírus. Os vereadores críticos ao modelo do projeto esperam um aumento do valor geral do auxílio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *