Polícia prende duas pessoas que ajudaram Lázaro na fuga em Goiás

Duas pessoas foram presas acusadas de ajudar Lázaro Barbosa na fuga em Girassol (GO). A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança, Rodney Miranda, em entrevista coletiva nesta quinta-feira (24/6). “Nós fechamos o perímetro. A probabilidade de ele ter saído é muito pequena”, disse o chefe da pasta, completou: “Uma das pessoas presas tentou tirá-lo do perímetro”. Os dois presos serão levados para a Central de Flagrantes de Águas Lindas. Eles foram autuados por porte ilegal de armas e facilitação da fuga de preso. A força-tarefa não exclui a possibilidade de outras pessoas terem ajudado o criminoso. Segundo o secretário, as provas são “contundentes” e os policiais identificaram uma casa onde estavam os dois homens acusados de ajudar na fuga do criminoso. Em contato com a mãe, Eva Maria, dois dias depois do assassinato de uma família em Ceilândia, Lázaro afirmou que não havia agido sozinho. A perícia no carro, serrote e lençol encontrados na mata ainda não foi concluída, mas os investigadores acreditam que o veículo incendiado não tem relação com o caso. As buscas por Lázaro tiveram início em 9 de junho, quando a polícia começou a investigar um triplo homicídio no Incra 9, em Ceilândia . Pai e dos dois filhos foram e encontrados mortos e a mãe da família não estava no local . O incidente Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, e os filhos dele, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, eram as vítimas. Cleonice estava desaparecida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *