Conselho de secretários de Saúde sugere que Brasil vive duas crises: ‘Vírus’ e ‘ignorância’

No final de semana em que o Brasil ultrapassou a marca de meio milhão de mortos pela Covid-19, a avaliação feita pelo presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass) e titular da Saúde do Maranhão, Carlos Lula, é de que o país enfrenta duas crises: a do vírus e a da ignorância. A declaração foi feita neste sábado (19). “Já são 500 mil vítimas – mais de 300 mil nos últimos cinco meses. Contra a lógica e a ciência, alguns governantes questionam a dimensão da tragédia, lançam dúvidas sobre medidas comprovadamente eficazes para reduzir o risco do contágio e desdenham da vacina”, traz trecho da nota divulgada pelo secretário da Saúde do Maranhão. Carlos Lula sinalizou que as duas crises formam uma “perigosa combinação” que expõe mais pessoas ao risco de contágio e dificulta ainda as estratégias de prevenção da doença. O Conass reforçou seu “apelo por uma coordenação nacional que unifique os discursos e as ações para que, assim, tomemos todas as medidas possíveis capazes de mudar essa triste realidade”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *