Finlândia reduz população em situação de rua para 0,08%

Com uma política social bem planejada, a Finlândia se tornou o único país da União Europeia onde o número de pessoas em situação de rua está diminuindo. A política foi implementada em 2007 e, desde então, o governo conseguiu reduzir a falta de moradia para 40% da população de rua. A estimativa é que nos próximos anos não existam mais pessoas em situação de vulnerabilidade no país. Lembrando que a Finlândia possui cerca de 5,5 milhões de habitantes, sendo que apenas 0,08% da população está atualmente sem teto.

Primeira tentativa não funcionou

Antes da atual política, o governo criou moradias de curta duração. Eram abrigos disponibilizados para pessoas sem casa, que tinha acesso ao imóvel por um curto período, de 6 meses até 1 ano. Mas essa primeira medida não funcionou muito bem. Muitas pessoas que entravam para o programa não conseguiam arrumar um emprego no período que tinham direito à moradia e acabavam retornando para as ruas.

Política prevê acabar com a vulnerabilidade

Agora, com as novas ações, o governo dá apoio psicológico, físico e financeiro para que as pessoas consigam se reerguer e se reestabelecer na socidade. As autoridades estreitam os laços com os sem-teto e as famílias, para convencê-los a sair das ruas também. Por último, criou-se um conjunto de casas e apartamentos populares, que são cedidos para as famílias que mais precisam. A proposta do governo finlandês é acabar com a vulnerabilidade até 2027.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *