Polícia Federal é recebida a tiros ao cumprir mandado contra empresário no Amazonas

A Polícia Federal foi recebida a tiros nesta quarta-feira (2) ao cumprir mandados contra o empresário Nilton Lins, alvo da operação que investiga supostos desvios de recursos de combate à Covid no Amazonas. O governador Wilson Lima (PSC) e o secretário de Saúde do estado, Marcellus Campêlo, também estão entre os investigados. Ainda não está claro se Lins disparou para o alto ou em direção aos policiais. O empresário era alvo de mandados de busca e prisão temporária. Se ficar comprovado que foi contra os agentes, ele vai responder por tentativa de homicídio. Segundo uma fonte, ninguém ficou ferido. A PF apura supostas irregularidades na construção do hospital de Campanha Nilton Lins, usado para o combate ao coronavírus no estado. O governador Wilson Lima foi alvo de busca. Já o secretário Marcellus Campêlo é um dos alvos de mandado de prisão. Ele não foi encontrado em dois endereços nos quais foi procurado. O Superior Tribunal de Justiça (STJ) autorizou também a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico do governador e do secretário de Saúde.(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *