Presidente do Inep é exonerado após realização do Enem

O engenheiro químico e bacharel em Direito Alexandre Ribeiro Pereira Lopes não é mais presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Ele foi exonerado do cargo em portaria publicada pelo Ministério da Educação na edição desta sexta-feira (26) do Diário Oficial da União (DOU). À frente do Inep, Lopes comandou o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) 2020. As provas, cuja última aplicação aconteceu nesta semana (veja aqui), bateram recorde de abstenção. Sua exoneração foi assinada pelo ministro da Casa Civil, Walter Souza Braga Netto. Até o momento, o governo federal não indicou um substituto para Lopes, que foi o terceiro nome a ocupar o cargo por indicação do governo Jair Bolsonaro. Quando o presidente da República assumiu o comando do país, Maria Inês Fini estava no posto. Ela foi exonerada no dia 14 de janeiro de 2019, como lembra o G1, sendo substituída por Marcus Vinicius Rodrigues. O mandato dele foi curto, apenas até 26 de março. Em meados de abril, Elmer Vicenzi assumiu a presidência do Inep, também com um mandato curto, até 16 de maio. Depois disso, Lopes foi nomeado e permaneceu no cargo até agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *