Investigados por assaltos a bancárias são presos em Salvador

A Polícia Federal, em ação conjunta com as Polícias Civil e Militar da Bahia, cumpre diligências, na manhã desta quarta-feira (06), no interesse das investigações de assaltos a instituições bancárias de Salvador.
Os investigados compõem o grupo criminoso responsável pelos recentes ataques a instituições bancárias na capital baiana, que atuava durante as madrugadas mediante rompimento de obstáculos (arrombamento), inclusive por meio da utilização de explosivos para destruição de proteções físicas (cofres), para acesso aos dispositivos de armazenamento de dinheiro de terminais de autoatendimento. Conforme apurado durante as investigações, os presos teriam participado de assaltos a diversas agências bancárias, inclusive as agências da CEF localizadas nos bairros Castelo Branco, Fazenda Grande do Retiro e Porto Seco Pirajá. O prejuízo decorrente dos crimes praticados extravasa o dos valores efetivamente subtraídos, compreendendo os danos aos terminais de autoatendimento e às agências e os transtornos aos serviços bancários, assim como e principalmente a violência contra a população, tendo em vista a utilização agressiva de armamento de uso restrito e tomada de reféns durante as ações. As condutas investigadas se caracterizam como roubo, crime previsto no art. 157, § 2º, II, § 2º-A, II, e § 2º-B, do Código Penal, com pena de reclusão de 8 (oito) a 20 (anos) anos e multa; e tentativa de homicídio, na forma do art. 121, § 2º, V, c/c art. 14, II, do Código Penal, com pena de reclusão de 12 (doze) a 30 (trinta) anos – diminuída de um a dois terços. Vários integrantes do grupo criminoso foram presos em ações anteriores da polícia, assim como apreendidas diversas armas utilizadas nos assaltos. A investigação prosseguirá com o objetivo de identificar e prender os demais participantes autores dos crimes.(Acorda Cidade)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *