Há 3 anos sem ver filha, araciense relata que a mãe levou menina para SP e não voltou: “Tenho muita saudade e não aguento mais esperar a justiça”

Um morador do distrito de Tapuio, na zona rural de Araci, região sisaleira da Bahia, relatou que não ver sua filha desde 2017, depois que a mãe da menina, levou a criança para São Paulo e não liberou mais para vê-la. “Tenho muita saudade e não aguento mais esperar a justiça,” disse o pai muito emocionado ao site Voz do Campo por telefone.

Luiz Reis conta que se separou da mãe de sua filha com quem conviveu por 10 anos, logo em seguida ela foi morar em São Paulo e levou a filha Iasmin Cunha de 10 anos. “De lá pra cá só vi minha uma única vez”. O pai conta ainda que tá brigando na justiça pela guarda compartilhada, mas até o momento não teve resposta da justiça. “Como eu não consigo o endereço da mãe, não tem nem como ter audiência, porque não chega correspondência lá. É justamente por esse motivo que imploro ajuda,” diz Luiz.

Parceiro da Voz do Campo, a VLV Advogados explicou com detalhes como funciona a Guarda Compartilhada.

Pelo texto da Lei nº 13.058/14, nesse modelo de guarda, busca-se dividir as responsabilidades da maneira mais equilibrada possível. Portanto, sempre leva-se em conta as particularidades de cada caso. Desse modo, no modelo da guarda compartilhada, as responsabilidades recaem sobre o pai e a mãe de maneira equilibrada. Assim, dois exercem, plenamente, o poder familiar, independente de terem uma convivência amigável. Por isso, diferente da guarda unilateral, o tempo de convivência com os filhos divide-se de maneira equilibrada entre o pai e a mãe, buscando o bem-estar dos seus filhos.

Dessa forma, o pai e a mãe decidirão, em conjunto, questões como:

  • Forma de criação; 
  • Educação dos filhos; 
  • Autorização de viagens ao exterior;
  • Mudança de residência para outra cidade. 

“Recentemente eu entrei com um pedido de visita para eu poder ficar com ela nas férias escolar, mas por conta da pandemia foi suspenso”. Luiz publicou recentemente em seu facebook o desespero e a saudade que tem da filha, veja a postagem completa abaixo:

Segundo Luiz, pelo aplicativo whatsapp é a única forma de manter contato com a filha. Veja abaixo as mensagens compartilhadas pelo pai junto da postagem no facebook:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *