Condutor embriagado se envolve em acidente e acaba preso na BR 116

Um homem de 20 anos foi detido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde do último domingo (06) por se envolver em um acidente ao conduzir veículo alcoolizado. O flagrante aconteceu na altura do quilômetro 9,5 da BR 116, em Vitória da Conquista. De acordo com a PRF, tudo começou quando os policiais rodoviários federais foram atender a um acidente de trânsito envolvendo dois veículos. No local, os policiais constataram que o motorista do Corsa Classic cruzou a pista e acabou atingindo outro veículo que transitava na rodovia. Em seguida, foi realizado os procedimentos de fiscalização e verificaram que o condutor do Corsa apresentava sinais visíveis de embriaguez. Ele foi submetido ao teste com etilômetro, cujo resultado aferiu 0,61 mg/L (miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões), comprovando a embriaguez. O teste no aparelho apresentou índice quase 2 vezes maior do valor considerado como crime que é de 0,34 mgL. Ele confessou que bebeu cerveja momentos antes da ocorrência do acidente e que cruzou a pista sem os cuidados necessários. O motorista foi detido e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil e apresentado à autoridade policial de plantão. A PRF alerta sobre as consequências da combinação de álcool e volante e atua no policiamento ostensivo e preventivo, sendo priorizada a fiscalização de condutas de risco como ultrapassagens proibidas, alcoolemia ao dirigir, dentre outras, com foco na redução de acidentes.

Penalidade

O artigo 165 do Código de Trânsito Brasileiro prevê multa gravíssima, multa de R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor. O valor da multa dobra se o caso for de reincidência nos últimos doze meses. A mesma multa é aplicada para quem se recusa a fazer o teste. Além disso, caso o policial verifique sinais de embriaguez como dificuldade no equilíbrio, olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito, lavra um termo de constatação e prende o condutor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *