Trote ajudou menino desaparecido nos anos 90 a achar mãe verdadeira viva

Veja que mesmo uma situação ruim pode desencadear coisas boas. Lembra do menino desaparecido nos anos 90, que o SoNoticiaBoa mostrou na semana passada? Sim, ele foi vítima de trote – como dissemos – de um homem que pegou um panfleto da busca e mentiu ser irmão dele. Mas a farsa foi descoberta no dia seguinte e a repercussão do caso na imprensa fez aparecer a verdadeira família de Antonio Carlos. E o melhor: a mãe dele está viva e não morta como disse o falsário! Antonio Carlos fez o anúncio da notícia boa durante entrevista nesta segunda, 30, no programa Encontro, na TV Globo e pegou a apresentadora Fátima Bernardes de surpresa. Ninguém sabia da novidade que aconteceu neste domingo, 29.Ele revelou que já fez contato com a família, que conversou com a mãe e que eles vão finalmente se encontrar pessoalmente na semana que vem.

A história

Antonio Carlos foi vítima violência doméstica e fugiu de casa, em Juazeiro, quando tinha 6 anos de idade. Ele correu até um ônibus, adormeceu durante a viagem e quando viu estava em Fortaleza. O menino do Cariri se viu sozinho em plena cidade grande e foi dado como desaparecido. O garotinho viveu nas ruas e em abrigos da capital, até que foi adotado por Bernardo Rosemeyer, um ex-frei alemão radicado no Ceará e que acolhe crianças e adolescentes em extrema vulnerabilidade social na Associação Pequeno Nazareno, em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza. Hoje ele tem 32 anos, é motorista, casado, pai de uma menina e mora em Maranguape.

A busca

Este mês um amigo do Antonio Carlos, que tem o mesmo nome dele, distribuiu panfletos na cidade para tentar encontrar a família. Um homem fez contato e mandou fotos da suposta família afirmando que era irmão de Antonio Carlos. Mas logo a farsa foi descoberta e toda a tristeza por ser enganado e pela falsa informação de que a mãe de Antonio Carlos teria morrido, logo se transformou em alegria. Sim, ela está viva e agora aguarda o reencontro com o filho depois de longos 27 anos de espera. Antonio Carlos não revelou a data, mas afirmou que vai matar a saudade da família na semana que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *