Brasil bate recorde em outubro e abre mais de 394 mil empregos; melhor resultado desde 1992

A economia brasileira gerou 394.989 empregos com carteira assinada em outubro, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta quinta-feira (26). De acordo com o Ministério da Economia, o número de empregos formais criados em outubro de 2020 é o maior registrado na série histórica do Caged, que começa em 1992.

Esse resultado é a diferença entre as contratações e as demissões. Em outubro, o país registrou:

  • 1.548.628 contratações
  • 1.153.639 demissões

Foi o quarto mês seguido em que as contratações com carteira assinada superaram as demissões. “Foi a maior número de geração de empregos da série histórica do Caged, desde 1992”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, em declaração após o anúncio do resultado de outubro. Ele classificou a notícia como “extraordinária”. Guedes ponderou que, levando-se em consideração o acumulado de 2020 até outubro, o Brasil fechou quase 200 mil empregos a mais do que criou, reflexo da crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus. Entretanto, ele disse acreditar que o país pode recuperar essas vagas até o fim do ano. “Podemos terminar o ano tendo perdido zero empregos no mercado formal, zero”, disse o ministro. “Se terminarmos o ano com zero perda de empregos no mercado formal, terá sido um ano histórico da economia brasileira”, acrescentou.(G1)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *