Abaixo-assinado quer impedir aumento de salários de prefeito, vice, secretários e vereadores em Coité

Um abaixo-assinado que já conta com 2.388 assinaturas tenta barrar a proposta de aumento dos salários do prefeito, vereadores e secretários do município de Conceição Coité, na região do Sisal. A proposta do aumento é resultado de uma reunião extraordinária que aconteceu nesta sexta-feira (20) entre os membros da mesa diretora da Câmara. A publicação do Diário Oficial do Legislativo de Coité sugere que o valor dos salários dos vereadores seja equivalente a 40% dos vencimentos dos deputados estaduais, acordo com a lei vigente. O que equivaleria a até R$10.120,00 (dez mil cento e vinte reais). Já o salário do prefeito do município passaria a ser de R$18.000,00 (dezoito mil reais), o  vice-prefeito passaria a receber R$10.000,00  (dez  mil) e  os secretários  R$ 9.000,00 (nove mil reais) mensais a partir de primeiro de janeiro de 2022. Mas a proposta parece não ter agradado parte da população do município. De acordo com o Calila Notícias, o abaixo-assinado é encabeçado pelo psicólogo especialista em saúde mental e em gestão em Saúde, Itamar Carneiro. Ele alega que, apesar da proposta de aumento ser regulamentada por lei, o momento de crise sanitária e os gastos com a saúde pública deveriam ser vistos como impeditivos para tal ação. “Essa ação popular tem o objetivo de solicitar imediatamente que não seja colocada em pauta para votação para que se impeça o aumento abusivo, desrespeitoso e desproporcional, dos subsídios dos agentes políticos municipais (Prefeito, Vice-Prefeito, Secretários e Vereadores). Enquanto o salário do trabalhador formal está fixado em R$ 1.045,00 (mil e quarenta e cinco reais) e o Auxílio Emergencial, em virtude da pandemia foi de R$ 600.00 e finaliza em dezembro, os vereadores planejam aumentar os seus salários e de outros agentes públicos como prefeito e secretários. Isso é uma falta de respeito ao trabalhador e a trabalhadora de Coité”, diz o texto vinculado à petição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *