Policial civil é acusado intimidar e perseguir eleitores em Euclides da Cunha

A Procuradoria Geral do Município (PGM) de Euclides da Cunha, notificou o delegado da 25ª COORPIN para noticiar “irregularidades e abusos” cometidas por um policial civil que atua na cidade. Em ofício, a PGM informa que no dia 12 de novembro o investigador Raphael Rangel “em gozo de férias, reiteradamente se utiliza dos poderes inerentes a sua função pública (abordando civis e fazendo vistoria em veículos particulares de forma intimidadora) para fins particulares, notadamante eleitoreiro e partidário”. De acordo com relatos da população, o agente conhecido como “Rangel” tem perseguido e intimidado eleitores de grupo político rival ao seu de  forma arbitrária e truculenta. Ele é apoiador da ex-prefeita Fátima Nunes (PSD), que está em disputa com o atual prefeito, Luciano Pinheiro (PDT). Destacando a “gravidade dos fatos”, a PGM solicita que sejam adotadas “medidas no sentido de apurar e responsabilizar conduta irregular do agente em questão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *