Garoto de sete anos sofre queimadura na córnea após usar totem de álcool em gel em Feira de Santana

Um garoto de 7 anos sofreu uma queimadura na córnea após o álcool em gel de um totem espirrar acidentalmente no olho dele, em Feira de Santana. O caso ocorreu no condomínio no qual o menino mora. Apesar do susto, ele não ficou cego. “Foi justamente na hora em que o álcool esguichou e caiu dentro do olho dele”, contou Bárbara Gomes, arquiteta e mãe do garoto, que se chama Lucas. O menino contou que ficou com medo de perder a visão. “Eu senti que eu não ia enxergar mais”, disse. De acordo com a oftalmologista Cristiana Ronconi, a rápida procura de atendimento médico para o garoto, após o incidente, foi fundamental para evitar que o problema se agravasse. “O álcool em gel é uma substância química que quando ele entra em contato com o olho humano, ele causa uma queimadura. Então, ele tira a primeira camada da superfície do olho e, a partir daí, ele começa a penetrar ainda mais rápido. Nessa hora, a gente precisa irrigar [lavar] o olho, o máximo possível”, explicou. Passado o susto, a mãe do menino disse que entende a importância do álcool em gel na prevenção contra o novo coronavírus, mas acredita que o uso da substância por crianças deve ser supervisionado. “A gente sabe a importância do álcool em gel para a higienização, mas é preciso ter bastante cuidado com a proximidade das crianças”, disse Bárbara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *