Testes da vacina contra a Covid-19 do grupo J&J apontam indução de resposta imune

A vacina desenvolvida pelo grupo Johnson & Johnson contra a Covid-19 é segura e induz resposta imune após uma única aplicação. É o que mostram resultados preliminares e parciais dos estudos de fases 1 e 2. Segundo informações da coluna Bem Estar, do G1, a pesquisa ainda não foi revisada por outros cientistas e, por isso, não foi publicada em uma revista científica. Os resultados estão disponíveis desde sexta-feira (25), em um repositório online. O imunizante está na fase 3 dos testes, e o Brasil é um dos países que desenvolverão os estudos, com 7 mil participantes, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Cerca de 60 mil voluntários espalhados pelo mundo estão recebendo a dose da Ad26.COV2.S, como é conhecida a vacina produzida pela farmacêutica Janssen Pharmaceuticals. As duas primeiras fases tiveram 796 participantes, que se dividiram em três grupos: dois com pessoas de 18 a 55 anos, e um com voluntários de 65 anos ou mais. Em todos os grupos houve pessoas que receberam doses maiores e menores da vacina, além de um placebo, para controle. Pesquisadores e participantes não sabiam o que cada voluntário receberia – o chamado “duplo-cego”. Os anticorpos produzidos por todos os participantes que receberam doses da vacina, independente de idade, foi parecido. Dentre os efeitos colaterais, foram registrados febre – de leve a moderada -, fadiga, dor de cabeça e no corpo. “Todas as outras vacinas de Covid-19 atualmente em desenvolvimento requerem duas doses, enquanto as respostas de anticorpos neutralizantes em todos os participantes relatados foram obtidas após uma única dose de Ad26.COV2.S”, destacam os cientistas no estudo. Além disso, eles pontuam que isso gera vantagem sobre vacinas que precisam de duas doses, em termos de implementação, durante uma pandemia. Por outro lado, assim como outros estudos, os pesquisadores lembram que ainda não se sabe qual é o nível de resposta imune que o corpo precisa produzir para se proteger do novo coronavírus. Outros sete países, além do Brasil, devem receber os testes de fase 3 da vacina da Johnson & Johnson: Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru, África do Sul e nos Estados Unidos. Os locais foram escolhidos pela alta incidência da Covid-19. No Reino Unido, haverá um outro ensaio de fase 3, com a aplicação de duas doses da vacia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *