OMS diz que números do Brasil indicam que pandemia está subestimada no país

Ao observar o índice de resultados positivos para Covid-19 no Brasil, que é de 31%, a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera que o número real de pessoas contaminadas no país pode estar subestimado. A afirmação foi feita pelo diretor-executivo da entidade, Michael Ryan, nesta segunda-feira (22). As informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo.  O diretor da OMS argumentou que no Brasil o número de testes realizados ainda é baixo e atinge uma parcela pequena da população. “Nos países que aplicam grande número de testes, a porcentagem de positivos fica perto de 5%”, afirmou o diretor-executivo. Números caculados pelo Imperial College, que considera dados sobre mortos declarados na última semana, também aponta uma subnotificação de casos de infecção por coronavírus no Brasil, destaca a reportagem da Folha. De acordo com os dados levantados pelo centro de pesquisa britânico, o Brasil registra 34% dos casos possíveis, ou seja, o número de brasileiros infectados pode ser o triplo do informado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *