Araci confirma 05 novos casos de Coronavírus e vai a 24 casos confirmados

Nesta sexta-feira (05), 05 novos casos positivos foram confirmados em Araci: dois no Angico (que tiveram contato com o caso positivo notificado ontem), um no bairro Coqueiro, que se torna o bairro com maior número de casos confirmados no município, e mais um do Centro, além de mais um no Tiracolo. As equipes da Vigilância Epidemiológica da secretaria de Saúde de Araci também notificaram mais 03 novos casos suspeitos, e passamos a ter 100 registros enviados ao Lacen, desde o início da pandemia. Segundo a Prefeitura, destes casos confirmados hoje, um deles é de um morador de Araci que trabalha na Mineração em Teofilândia, mas retorna ao nosso município para sua residência. “Apesar de ele ter feito o teste rápido que identificou o resultado positivo naquele município, a secretaria de Saúde de Araci que enviou a notificação para a Sesab.Todos esses casos novos estão sendo monitorados, até termos a resposta dos exames que estão sendo coletados. Aguardamos ainda 08 resultados de material coletado. Enquanto isso, equipes da Viep e de Agentes de Saúde do município também monitoram outras pessoas que já tiveram contato com os casos confirmados no município. Agora, Araci passa a ter 24 casos confirmados como positivos para contaminação por Covid-19 (coronavírus). Deste total, tivemos dois casos considerados curados (através de exames clínicos) e houve um óbito. Ao todo, já tivemos 69 exames descartados para contaminação.É extremamente necessário que todos tenham consciência sobre os cuidados contra a contaminação: higienizem sempre as mãos com água e sabão; evitem aglomerações desnecessárias, e usem constantemente as máscaras de proteção, caso necessitem sair de casa. Mas saiam apenas se for necessário e urgente. Caso não precisem, pedimos que permaneçam em casa.Pedimos também que idosos, crianças e grávidas evitem transitar pelas ruas sem necessidades urgentes, pois são os principais grupos de risco, junto com pessoas que tenham doenças graves ou que necessitem de mais atenção. A prevenção sempre vai ser o melhor remédio”, diz a nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *