OMS decide retomar testes com hidroxicloroquina para tratar Covid-19

A Organização Mundial da Saúde vai retomar os testes com hidroxicloroquina para o tratamento do novo coronavírus que haviam sido suspensos pela entidade no dia 25 de maio. A mudança foi anunciada pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom, em um comunicado nesta quarta-feira (3). “Semana passada, decidimos interromper os testes com hidroxicloroquina, como precaução devido aos riscos à saúde do medicamento. O comitê resolveu retomar os testes com esse medicamento. O comitê de monitoramento continuará a acompanhar os testes de todos os medicamentos contra o novo coronavírus. Mais de 3,5 mil de pacientes foram recrutados em mais de 35 países para os testes. A OMS tem o compromisso de acelerar o desenvolvimento de tratamentos, para oferecer ao mundo ciência, solidariedade e soluções”, disse. Os testes com a substância para o tratamento da Covid-19 foram suspensos pela OMS após um estudo da revista médica The Lancet relatar um aumento na taxa de mortalidade entre os pacientes que utilizaram o medicamento. O estudo também afirmou que os infectados tratados com hidroxicloroquina possuem maior probabilidade de desenvolver arritmias cardíacas. A hidroxicloroquina tem sido estudada no ensaio clínico Solidarity (Solidariedade, em português), liderado pela OMS, que investiga a eficácia de quatro medicamentos no tratamento da Covid-19. O ensaio acontece em mais de 400 hospitais, espalhados em 35 países. No Brasil, a organização do estudo é realizada pelo Instituto Nacional de Infectologia da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *