Brasil registra 1.262 pessoas mortas por Coronavírus em 24h e chega a marca de 31.199 mortes

O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (2) seu mais recente balanço com os casos e mortes por complicações do coronavírus Sars-Cov-2. Os principais dados são:

  • 31.199 mortes, eram 29.937 na segunda (1º)
  • Foram 1.262 registros de morte incluídos em 24 horas
  • 555.383 casos confirmados, eram 526.447 na segunda
  • Foram incluídos 28.936 casos em 24 horas
  • 300.546 pacientes estão em acompanhamento (54,1%)
  • 223.638 pacientes estão recuperados (40,3%)

A alta nas contagens diárias após um fim de semana e uma segunda-feira de baixos registros de mortes acontece porque nestes dias, as notificações costumam ser menores, já que os municípios trabalham com equipes de saúde reduzidas. O balanço da terça-feira registrou também 367 mortes que aconteceram nos últimos 3 dias. Além disso, segundo o Ministério da Saúde, há mais 4.312 suspeitas que estão sob investigação. Com esta contagem, o Brasil se junta a outros três países que ultrapassaram a triste marca dos 30 mil mortos. Está ao lado da Itália –que já foi o epicentro da doença na Europa–, do Reino Unido com uma das taxas de morte mais aceleradas do mundo e dos Estados Unidos que contam mais de 100 mil baixas.

A Bahia registra 21.430 casos confirmados de coronavírus (Covid-19). Os 2.532 novos casos contabilizados no boletim epidemiológico desta terça-feira (2) refletem tão somente o lançamento, por parte dos municípios, das notificações positivas por testes rápidos que foram acumulados nas últimas semanas. Apenas este critério foi responsável pelo incremento de 1.010 novos casos. Ou seja, este número não representa pessoas infectadas nas últimas 24 horas. Já os 35 óbitos contabilizados no boletim epidemiológico referem-se a um período de 27 dias, conforme observado nos perfis detalhados. Ou seja, também não ocorreram em 24 horas. Estas notificações tardias estão sendo apuradas pela Auditoria do Sistema Único de Saúde (SUS) e pela Corregedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *