Bahia tem a maior taxa de desocupação do Brasil no primeiro trimestre de 2020

Com 18,7%, a Bahia teve no primeiro trimestre deste ano a maior taxa de desocupação do Brasil, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC) divulgada nesta sexta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número também representa um recorde para o estado desde o início da série histórica da PNAD Contínua, do IBGE, em 2012. No 1º trimestre de 2020, a taxa de desocupação no Brasil foi de 12,2%. A taxa de desocupação mede a proporção de pessoas de 14 anos ou mais de idade desocupadas (que não trabalham e estão procurando trabalho) em relação ao total de pessoas que estão trabalhando ou procurando trabalho. Na Bahia, o avanço na taxa de desocupação no 1º trimestre de 2020 foi resultado de uma combinação entre a diminuição do número de pessoas trabalhando (população ocupada) e o aumento do número dos que estavam procurando trabalho (população desocupada). De acordo com a pesquisa, são 1,3 milhão de pessoas desocupadas. A capital Salvador teve taxa de desocupação de 17,5% nos três primeiros meses de 2020, acima dos 15,2% verificados no 4º trimestre de 2019 e da taxa do 1º trimestre do ano passado (15,8%). Já a Região Metropolitana ficou com 18,9%, também maior que a do 4º trimestre de 2019 (16,4%) e que a do 1º trimestre do ano passado (18,7%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *