Araci: “É momento de orar pela humanidade e seguir as autoridades médicas”, diz Babalorixá Pai Geo

Mensagem do Babalorixá Geovane Silva, do Terreiro de Candomblé, Ilê Axé Jitolobi, em Araci. Leia:

“É nos momentos de doença que percebemos o quanto a saúde é importante. Temos que sempre lembrar que a saúde física, do corpo, a saúde da mente e a saúde do espírito precisam ser cuidadas por nós todos.
Por isso, se você simpatiza com o Candomblé e com as religiões de matriz africanas, indico uma poderosa oração para Omulú-Obaluaiê, para pedirmos saúde e proteção neste período de Pandemia Mundial”:

Salve o Senhor o Rei da Terra! Nosso Orixá Médico, Senhor da Cura de todos os males do corpo e da alma. Pai da riqueza e da bem-aventurança. Em ti deposito minhas dores e amarguras, rogando-te as bênçãos de saúde, paz e prosperidade. Que a Vossa Bênção paralise toda e qualquer negatividade que pretenda fazer adoecer a minha vida e o meu caminhar. Amado Pai, eu Vos peço que semeie dentro de mim as Sementes da Vida Verdadeira, para que eu me comporte como filho de DEUS e compreenda a Presença Divina em mim e nos meus semelhantes. Peço vosso amparo curador, meu pai Omolu, cure minhas as espirituais, que impedem minha evolução. Vós que sois o amparador dos espíritos caídos nas trevas da ignorância, me ampare e me guie com vossos braços fortes de protetor da vida. Senhor da terra, abençoe o chão que piso e me sustente para trilhar caminhos retos e luminosos na Criação. Cure-me de meus egoísmos, vaidades, ignorância, rancores, de minhas mágoas e tristezas e ajude-me a ter mais compaixão, alegria, confiança, fé, amor, tolerância, paciência para que eu viva em harmonia com os que me cercam. Cubra meu lar e o de familiares com vosso manto protetor e cure todas as doenças materiais e espirituais que rodeiam eles. Faz-me um filho de bom ânimo e disposição, para triunfar na luta pela sobrevivência e pela evolução espiritual. Faz-me digno de merecer todos os dias as vossas bênçãos de luz e misericórdia. Atotô, meu Pai!

“Em tempo, informo que infelizmente, devido a esta terrível doença que já assola o mundo, e avança rapidamente no Brasil, já interrompemos nossas atividades e sessões públicas, visando, assim, colaborar para a não disseminação do Coronavírus. No entanto, acredito que este é o momento de todo filho de Santo deve orar pela humanidade. Eu estou em casa, recolhido e orando. Podemos e devemos, neste momento, orar, formando, assim, uma poderosa corrente de energia positiva, mas cada um em seu lar. Oremos aos nossos Orixás para que tenham misericórdia e compaixão por todos aqueles que estão sofrendo ou que ainda vão sofrer as consequências desta terrível doença, seja por contaminação, seja pelos estragos financeiros e econômicos que ela já está causando. Peço, também, que evitem espalhar e disseminar notícias que não tenham procedência confiável, pois notícias falsas ou errôneas geram desinformação; que, por sua vez, podem tanto causar uma histeria desnecessária, quanto levar pessoas a não darem a devida importância ao assunto e se colocarem em risco de contágio.
Se informe adequadamente sobre o Coronavírus, sintomas, formas de contágio e formas de prevenção. Sigam, também, as recomendações do Ministério da Saúde e das autoridades médicas. Não esqueçam e ficar em casa, usar sempre álcool gel e lavar as mãos. Paralelo a isso e sem deixar de seguir o que os médicos indicam, deixo aqui uma receita de remédio/chá espiritual trazido pelo caboclo Boiadeiro: para os adeptos, praticantes ou simpatizantes do Candomblé, pode-se usar um esparadrapo no braço esquerdo (na marca da vacina). Deve-se orar para os irmãos de luz médicos e pedir para ser protegido pela doença. Peço que deixem o esparadrapo no braço por 24 horas. Depois é só enterrar. Quem tem os sintomas da doença: pegue 7 folhas de Melão de São Caetano (folha pura), lave, bata no liquidificador, coe e tome o suco. Tome em jejum e 3 dedos, 3 vezes ao dia. Para evitar os sintomas da doença: pegue 21 folhas de Melão de São Caetano, lave, deixe cozinhar um pouco em 2 litros de água, coe, tome um copo em jejum e, depois, tome uma colher 3 vezes ao dia. Não esqueçam que estas são indicações espirituais e religiosas. Todos nós, que todas as religiões, precisamos seguir as recomendações dos médicos, do Ministério da Saúde e da Sesab. Por fim, vamos todos ficar em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *