Bolsa cai mais de 12% e suspende atividades pela 5° vez em 6 pregões; dólar sobre para R$ 4,98

O principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, abriu em forte queda nesta segunda-feira (16) e teve os negócios interrompidos logo na abertura, em meio a dúvidas nos mercados globais sobre a eficácia das medidas anunciadas pelo Federal Reserve (FED) e outros bancos centrais e temores sobre a dimensão dos impactos da pandemia de coronavírus na economia. Às 10h24, o Ibovespa caía 12,53%, a 72.32 pontos, quando foi acionado o “circuit breaker” – mecanismo da B3 que interrompe as negociações por 30 minutos quando a queda chega a 10%. Esta foi a 5ª vez em 6 pregões que as negociações foram interrompidas na B3. Antes da abertura do pregão, o contrato futuro do Ibovespa já caía 10% abaixo do fechamento do último pregão, já sinalizando que ocorreria um novo “circuit breaker”. Se na reabertura do pregão a queda chegar a 15%, as negociações serão interrompidas novamente, dessa vez por 1 hora. Já o dólar opera em forte alta, chegando a bater na abertura R$ 4,98.