Cientista que criou remédio contra o câncer de ovário doa seu lucro para caridade

Uma professora que ajudou a desenvolver um novo tratamento para o câncer de ovário doou todos os seus lucros com a descoberta para a caridade. Nicola Curtin, 65 anos, é professora e cientista da Universidade de Newcastle, no Reino Unido. Ela passou os últimos 30 anos trabalhando no medicamento Rubraca. Classificado como um inibidor da PARP (poli ADP-ribose polimerase), é uma importante opção terapêutica para o tratamento do câncer de ovário avançado. O medicamento elimina as células tumorais sem danificar as células saudáveis.

Lucro será doado para a caridade

Desde que a Universidade de Newcastle vendeu os royalties do medicamento por 31 milhões de libras esterlinas (R$ 170,2 milhões), a professora Nicola doou sua parte, avaliada em 865 mil libras (R$ 4,75 milhões), para o seu recém-criado Fundo Curtin PARP. O fundo apoiará uma série de ações para ajudar os jovens a superarem barreiras ao emprego ou à educação. Pessoas de baixa renda, desabrigados, negros e minorias étnicas serão priorizados, pois enfrentam “desvantagens que os impedem de alcançar todo o seu potencial”. Leia mais em Razões para Acreditar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *