Dez maiores favelas do Brasil lançam vaquinha para apoiar ações sociais

Quando você pensa na palavra “favela” ou “comunidade”, o que vem à cabeça? Muita gente enxerga os problemas que todo mundo está cansado de saber. Mas há muita coisa boa acontecendo nesses lugares e seus moradores com certeza sabem disso.  Só falta você descobrir! Afinal, são iniciativas incríveis que afetam todo o conjunto da sociedade positivamente: estamos no mesmo barco, não é mesmo?  Hoje, Paraisópolis (SP), Heliópolis (SP), Rocinha (RJ), Rio das Pedras (RJ), Cidade de Deus (AM), Baixadas da Condor (PA), Baixadas da Estrada Nova Jurunas (PA), Casa Amarela (PE), Coroadinho (MA) e Sol Nascente (DF) formam o G-10, grupo com as dez maiores comunidades periféricas do Brasil.  “Queremos mostrar que somos uma potência, que podemos crescer. Queremos ser agentes da nossa própria transformação. […] Em breve, seremos um G-20, G-30”, diz Gilson Rodrigues, de 35 anos, presidente da União dos Moradores de Paraisópolis desde 2009, que lidera o G10 das Favelas ao lado de Reginaldo Lima, do Alemão. “Vamos reunir dados e bolar estratégias para que as comunidades realmente se tornem polos de negócios sustentáveis”, complementa o advogado Daniel Cavaretti, 35 anos, membro da comissão organizadora do G-10. É por reconhecer todo esse potencial das comunidades brasileiras que a eSolidar é a plataforma utilizada pelo G-10 em uma campanha que pretende arrecadar 2 milhões de reais que serão investidos em 10 projetos de impacto social nessas comunidades, além de apoiar famílias que vivem em situação de extrema pobreza.

Você pode doar pelo site, clicando aqui.

Leia mais em Razões para Acreditar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *