Após operação policial em baile funk, 9 pessoas morrem em Paraisópolis

Ao menos nove pessoas morreram e sete ficaram feridas após um tumulto em um baile funk em Paraisópolis, região da zona sul de São Paulo. Policiais militares realizavam a Operação Pancadão no momento da confusão, e o público se assustou com os barulhos de disparo. Segundo nota divulgada pela polícia, houve perseguição a dois homens em uma motocicleta, que atiraram contra os agentes que realizavam a Operação. Na perseguição, a moto teria ido em direção ao baile funk “ainda efetuando disparos, ocasionando um tumulto entre os frequentadores do evento”, diz nota da Secretaria de Segurança Pública. Na dispersão, a polícia utilizou gás lacrimogêneo. Ainda de acordo com a SSP, as nove pessoas que morreram foram pisoteadas e chegaram a ser levadas ao Hospital do Campo Limpo. “Outras sete pessoas foram socorridas com lesões ao AMA Paraisópolis. Duas viaturas da PM foram depredadas”, diz a secretaria. O caso, segundo informado, foi registrado no 89º Distrito Policial. A PM informou que instaurou um inquérito policial militar para “apurar todas as circunstâncias relativas ao fato”.O governador de São Paulo, João Doria, disse “lamentar profundamente as mortes ocorridas no baile funk em Paraisópolis”, e afirmou que determinou uma “apuração rigorosa” para os desdobramentos do “triste episódio”. Moradores denunciam truculência policial com frequentadores do baile ao longo da dispersão. Vídeos publicados nas redes sociais mostram o momento que agentes do Estado batem, com cassetetes, em pessoas nas ruas. Segundo a PM, haverá investigação por parte da Corregedoria da corporação para apurar excessos cometidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *