Calendário de aulas é alterado em Uauá devido ao calor extremo e falta de água

22/11/2023 02:22 •
Warning: Undefined variable $post in /home/wwavoz/public_html/wp-content/themes/avozdocampo/functions.php on line 17

Warning: Attempt to read property "ID" on null in /home/wwavoz/public_html/wp-content/themes/avozdocampo/functions.php on line 17
2m de leitura

Com previsão de 38ºC nos termômetros para esta semana, a cidade de Uauá, no norte da Bahia, teve alterações no calendário escolar. Devido ao calor, os alunos da rede pública municipal vão alternar entre o ensino presencial e online, durante pelo menos cinco dias. Aprovada pela Secretaria de Educação do município, a medida implica em aulas remotas nos dias 27 de novembro e 5, 7 e 15 de dezembro. A prefeitura não detalhou o motivo das mudanças ocorrerem nesses dias específicos.Para piorar os transtornos causados pelo calorão, os moradores Uauá ainda enfrentam dificuldades relacionadas ao abastecimento de água, que também não foram especificadas pela prefeitura. O secretário de educação, Rosevaldo Loiola dos Santos, confirmou que a alteração no calendário de aulas se dá por causa das questões climáticas e da falta de água. “Estamos enfrentando temperaturas altíssimas em sala de aula e até mesmo as escolas que têm climatização estão tendo problemas no abastecimento de energia. Já perdemos mais de 15 aparelhos de ar-condicionado nos últimos dias”, disse. Flávia Alves, diretora da Escola Maria José Menezes, disse que a unidade precisou reduzir o período letivo. Ao invés de funcionar em tempo integral, entre 8h e 16h, a escola tem funcionado de 8h às 12h. “Estamos lavando a louça das crianças em bacias, porque não temos água nas torneiras há mais de 15 dias. Aula só vai até meio-dia em uma escola de tempo integral, porque não dá. Só conseguimos comprar água para escola funcionar até as 12h”, explicou. A TV São Francisco, afiliada da TV Bahia em Juazeiro, entrou em contato com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), que informou que não foi acionada pela prefeitura de Uauá e que o abastecimento alternativo com carros-pipa está funcionando normalmente.

g1-BA*

Leia também